Parece um tanto óbvio que entre quantidade e qualidade opte-se por qualidade. Essa perspectiva vale principalmente quando analisamos o produto final de nosso esforço. Ambas, porém, não são antagônicas, antes complementares.

Não raro é no gerar quantidade que a qualidade se depura. Quanto mais escrevemos, melhor tendemos a fazer. Isso vale para, se não todas as atividades, para boa parte delas. Você já deve ter percebido que na primeira vez que você faz algo todas as chances de dar errado são possíveis. Com o treino, é mais provável que os acertos apareçam mais.

Escrever é muito parecido... Na dúvida, escreva, escreva, e escreva... E observe como a prática vai se desenvolvendo com você!

 

Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados