Antes de praticar algum esporte, provavelmente você dedica alguns minutos ao aquecimento. O objetivo é fundamentalmente evitar lesões. Com o corpo aquecido, a energia circula melhor, os movimentos ficam mais leves e se torna mais fácil correr, levantar peso, chegar na bola ou bolinha etc...

Na escrita, existe um exercício que funciona um pouco como aquecimento... Alguns chamam de ‘fluxo de ideias’, outros chamam de ‘fluxo de consciência’... Na prática é simplesmente registrar o que chega à mente – esta, por sua vez, conservada livre... Tenha apenas um ponto de partida e então entregue-se, sem preocupação com ortografia, gramática... Apenas registre. Veja:

Como ponto de partida utilizarei a palavra ‘calor’.

Meu exercício: ‘O calor sempre me traz a ideia de praia, o que é pelo menos estranho, já que nem gosto tanto assim de pegar sol, muito embora para a minha rinite a brisa marítima faça muito bem e talvez por isso que eu tenha apreciado tanto trabalhar uma época assessorando a prefeitura de um município litorâneo, porque me obrigava toda semana a esse ‘procedimento terapêutico’, principalmente às sextas-feiras, que era um dia de intensa atividade, já que o veraneio ‘turístico’ tornava a população do município dez vezes maior que o habitual, o que, aliás, incomodava muitos os nativos, que preferiam ter a praia todinha só para eles...’

Outro: ‘jornal’.

Meu exercício: ‘Todos os dias leio pelo menos cinco jornais, do Rio Grande do Sul e São Paulo, e constato, não raras vezes surpresa, a diferença no entendimento e tratamento editorial das notícias, que normalmente são as mesmas, com a diferença de que a imprensa do centro do país noticia antes e com mais detalhes pelo menos as informações em nível nacional e fico me perguntando se isso é suficiente para caracterizar um melhor jornalismo, já que me parece que as informações brotam todas das assessorias de imprensa e só por isso já denunciariam a falta de alguma investigação mais séria por parte dos veículos de comunicação....”

Gostaria de experimentar? É divertido!

 

Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados