Você já deve ter observado que normalmente pessoas com interesses parecidos apresentam perfis parecidos. Um grupo de motociclistas, por exemplo. Se você fizer um encontro nacional, terá uma grande massa mais ou menos homogênea, com pessoas vestindo-se de forma parecida, falando dos mesmos assuntos. O mesmo acontece se você reunir apaixonados por quadrinhos, ou por discos de vinil, ou por esportes radicais... 

Nos últimos tempos tem se ouvido muito sobre ‘mindset’. Mal traduzida, a palavra refere-se ao ‘estado mental’. É muito utilizada pelos gurus do empreendedorismo. ‘Você precisa ter mindset de empreendedor se quiser ser bem-sucedido como dono de seu próprio negócio’. De finanças também: ‘Você precisa ter mindset de rico se quiser ficar rico’. 

E o mindset do escritor? Como pensar como escritor? Uma sugestão é, diante de fatos, pensamentos e sentimentos, perguntar-se como você escreveria sobre aquilo. Faça isso uma, duas, três vezes ao dia, e chegará o momento em que você se sentirá absorvido pelo mindset de escritor. Se for bom, mantenha. Se você perceber que outras áreas começam a ficar prejudicadas, reconsidere.


Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados