Alguns especialistas acreditam que escrever ficção deve se tornar tão natural quanto andar de bicicleta ou dirigir. Nas primeiras tentativas é normal prestar atenção no câmbio, dispensar energia observando o ponto de equilíbrio, mas depois de algum tempo, em alguma medida, o ato se automatiza.

Uma forma de acelerar esse processo é aproveitar estruturas já prontas em outros formatos, especialmente vídeo, e adaptá-las para texto. Um exemplo muito produtivo é transformar em pequenas narrativas animações que são fartamente encontradas no Youtube. Escolha vídeos curtos, com dois ou três minutos, e escreva a história. Você pode optar por uma animação diferente cada vez que vai desenvolver o exercício, ou fazer várias vezes a mesma e então observar a evolução. Experimente! 


Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados