Quando você decide ser muito bom em algo, existem dois vértices fundamentais. O primeiro é aprender, conhecer as teorias, consultar todo conhecimento disponível até o momento sobre o assunto. O segundo vértice é praticar.

Felizmente, vivemos em um tempo onde informação abunda. Nem sempre, é verdade, trata-se de informação de qualidade, mas aí caberá a você fazer a triagem. No que toca a escrita criativa, procure aprender o máximo que você precisa para seu ofício. Estude o gênero, os maiores nomes, as obras de maior sucesso. Sobretudo, estude a você mesmo, suas habilidades, elementos subjetivos que influenciam na produção...

Especialize seu conhecimento. Com certeza ele poderá levar a uma melhor prática.

 

Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados