Outro dia, aprendendo um idioma novo, fui apresentada ao método das 10 mil repetições. Segundo o professor, depois de fazer 10 mil vezes qualquer coisa, você se tornará especialista naquilo.

Fiquei pensando se funcionaria para o escritor. Por exemplo: escrever 10 mil poemas levaria o escritor à maestria no gênero? O mesmo valendo para crônica, conto, artigo técnico... Acredito na relatividade dos números. Para alguns, nem sejam necessárias 10 mil repetições e, para outros, 10 mil podem ser pouco.

De qualquer forma, a repetição proporciona, de alguma forma, o aperfeiçoamento da prática.

 

Por Sandra Veroneze

Capítulo Integrante do livro “365 dicas para escrever criativamente”

Proibida sua reprodução sem autorização da Autora @ Todos os direitos reservados